Hospital Márcio Cunha investe em tecnologia conectada na assistência ao paciente

Guilherme

, Mercado

O setor de Cuidados Especiais do Hospital Márcio Cunha – que engloba as Unidades de Terapia Intensiva (UTI) I e II e a Intermediária no 7º andar da Unidade I – tem atuado com um parceiro de ponta. Trata-se do software Epimed Monitor, o sistema de gerenciamento de dados adquirido há dois anos pela Fundação São Francisco Xavier, entidade ligada à Usiminas e mantenedora do hospital.

O sistema tem sido fundamental no monitoramento dos pacientes, a partir da mensuração de dados dos check-lists diários coletados pelos profissionais das equipes. Informações como administração de medicamentos, posicionamento do paciente no leito, dias de permanência com cateter ou sonda, média de permanência, taxa de ocupação de cada unidade, entre outros dados clínicos e epidemiológicos dos pacientes, são inseridos na ferramenta.

Essa gestão rigorosa dos indicadores de qualidade e desempenho produz resultados valiosos. Pela adoção e a adequada utilização do sistema nas atividades por toda a equipe, as unidades que integram o setor de Cuidados Especiais do Hospital Márcio Cunha receberam este mês certificados especiais da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB). O documento assegura que a instituição gerencia seus indicadores de qualidade e desempenho em consonância com a Resolução da Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, através do sistema Epimed Monitor UTI Adulto, contribuindo para a melhoria da qualidade da medicina intensiva e segurança dos pacientes no Brasil.

“Esse certificado representa a seriedade com que tratamos a busca por melhoria para nossos pacientes. Representa o nosso trabalho em equipe, em que cada profissional entendeu seu papel, desde a coleta dos dados até a análise e o tratamento das informações de acordo com os resultados encontrados. O sistema não é apenas um ato burocrático, mas nos ajuda a pensar no que realmente vale a pena para o paciente, em que precisamos treinar as equipes, permitindo-nos comparar, enxergar o que está funcionando em outros serviços para ser aplicado em nossa realidade. Fazer a gestão dos dados para ver em que podemos melhorar para gerar melhores resultados”, explica a Dra. Thatiane Olivier Ticom, gerente da Unidade de Cuidados Especiais do HMC.

O sistema Epimed Monitor permite não apenas comparar dados online e em tempo real com dados anteriores e entre as unidades. Possibilita, acima de tudo, avaliar os indicadores das unidades do Hospital Márcio Cunha com os dados de mais de 800 UTIs da América Latina que utilizam e integram essa ampla base de dados.

“Fazer esse benchmarking com outras UTIs nos permite buscar as melhores práticas para gerenciar riscos aos pacientes, com um olhar mais completo sobre nossa realidade, como quais foram os antibióticos mais utilizados e o quanto isso influencia nas taxas de recuperação e mortalidade ou com os tempos de internação, por exemplo”, resume a Dra. Thatiane.