Hospital Moinhos de Vento conta com programa que permite tratamento em centro de referência mundial

Health-IT

, Sem categoria

 

Quando situações médicas são complexas ou raras, é importante contar com um centro de saúde de referência mundial. Com essa finalidade, o Hospital Moinhos de Vento criou o Double Medical Care. Através dele, faz o encaminhamento de pacientes para avaliação e tratamento no Hospital Johns Hopkins, em Baltimore, nos Estados Unidos. A iniciativa promove a troca de experiências entre as equipes médicas e a assistência compartilhada aos pacientes.

Com isso, o médico do Brasil tem ao seu alcance mais alternativas. O Double Medical Care permite que o paciente receba o tratamento com tecnologias avançadas por equipes especializadas, com o diferencial de manter o contato direto com os seus médicos assistentes. Durante todo o processo, inclusive no preenchimento dos formulários, recepção no Hospital e consultas médicas, o paciente é acompanhado por intérpretes, tanto em Porto Alegre como em Baltimore (EUA).

De acordo com o superintendente executivo do Hospital Moinhos de Vento, Fernando Andreatta Torelly, a qualidade médico-assistencial é o foco da instituição. “Estamos sempre buscando novas formas de bem atender os nossos pacientes. O programa é um bom exemplo desse nosso compromisso”, salienta.

Com tecnologias avançadas e equipes médicas capacitadas que mantém contato direto com os médicos do Hospital Moinhos de Vento, o Double Medical Care promove apoio integral e suporte para encaminhar de forma rápida e segura todos os exames necessários para a avaliação do caso do paciente. As principais áreas de tratamento são Oncologia, Neurologia/Neurocirurgia, Urologia, Cardiologia e Pediatria.

Com o diagnóstico de neoplasia, Eduardo Giez Estima foi um dos pacientes que realizou o tratamento na instituição americana. Após passar por uma intervenção cirúrgica com robótica, Estima conta que depois de três dias já podia caminhar normalmente. “A recuperação foi muito rápida. Fiquei no Hospital Johns Hopkins cinco dias por opção, pois poderia ter saído antes. A intervenção, o tratamento e a hospitalidade foram nota dez, assim como o acompanhamento da equipe no Moinhos de Vento, que prestou todo o atendimento necessário de forma ágil e eficaz”, avalia. Atualmente, Eduardo está totalmente recuperado, apenas realiza fisioterapia e exercícios para fortalecer a musculatura da região operada.

“Esse projeto oportuniza que o médico e o paciente deem seguimento ao tratamento avançado, reforçando o vínculo médico. A busca pela melhor opção terapêutica não deve respeitar fronteiras. O mundo globalizado democratizou a informação, e o Moinhos de Vento reconheceu a importância da afiliação com a Johns Jopkins Medicine International, buscando reafirmar este conceito. Como médico, sempre recomendo este programa para os meus pacientes quando identifico vantagens terapêuticas”, destaca o superintendente médico do Hospital Moinhos de Vento, Luiz Antonio Nasi.

O Hospital Johns Hopkins está entre os três melhores hospitais dos Estados Unidos. A informação foi divulgada em julho de 2014 pela revista US News & World Report, que pesquisou mais de cinco mil centros hospitalares no País.