Pacientes estão dispostos a compartilhar dados com seus médicos

Um levantamento realizado pela empresa Salesforce sobre a maneira como as pessoas se relacionam, e se comunicam, com serviços e prestadores de saúde e o que poderia melhorar dentro desse cenário apontou que 59% dos entrevistados estão dispostos a escolher um médico ou trocar informações de saúde por meio de aplicativos móveis.

 

O estudo, realizado com 1736 pessoas com acesso à assistência médica privada, também revelou que 62% dos entrevistados estariam dispostos a realizar consultas online caso o atendimento não fosse classificado como urgência ou emergência. Outra constatação apontada foi a necessidade dos entrevistados em ter mais profissionais de saúde abertos às novas tecnologias.

 

Entre os entrevistados, cerca de 78% ainda destacaram que gostariam que seus médicos tivessem acesso à informações de saúde coletadas por dispositivos wearables, como pulseiras, aplicativos de celular ou smartwatches.