Sírio-Libanês amplia centro de endoscopia

Guilherme

, Mercado

O Hospital Sírio-Libanês (HSL) inaugurou, ontem (8), seu novo centro de endoscopia que funcionará dentro em sua unidade central, no bairro da Bela Vista, na capital paulista. A ampliação do centro de endoscopia é o primeiro investimento divulgado pela entidade no ano de 2017,  e que aumenta a área física destinada à especialidade, que passou 600 metros quadrados para 2.250 metros quadrados, e amplia a capacidade de 110 para 180 procedimentos diários.

IMG_1626

Paulo Chapchap, CEO do Hospital Sírio-Libanês

Ao todo, as novas instalações passam de 9 para 11 salas de exames, com a perspectiva de atingir gradativamente 15 até o final de 2018. Dos nove ambientes, três deles são dedicados a procedimentos terapêuticos avançados, como ecoendoscopia, colangiopancreatografia endoscópica e ressecção de tumores precoces.

De acordo com o CEO da instituição, Paulo Chapchap, é fundamental oferecer qualidade técnica do serviço prestado, mas outra parte importante é a humanização desse serviço. Nas novas instalações a condição de atendimento ao paciente de maneira mais humanizada, devido qualificação do corpo clínico e um ambiente propício a isso. “Isso não seria possível se não tivéssemos também uma equipe assistencial altamente qualificada, sensível e um ambiente e infraestrutura que permita ao paciente realizar o exame.”

Além das salas de exames, o novo serviço conta com 32 leitos para preparo hospitalar e outros 16 para recuperação anestésica. O espaço abrigará cerca de 83 profissionais de saúde, sendo 41 médicos, sete enfermeiros e 35 técnicos de enfermagem.

O centro de endoscopia recebeu o investimento de R$ 19 milhões que foram destinados à aquisição equipamentos como, 12 torres de endoscopia e 45 endoscópios, que serão adicionados aos 74 já utilizados pelo HSL. Os novos equipamentos, considerados os mais modernos do mercado, possuem um sistema de captação de imagem, proporcionando melhor resolução, definição de cores e luminosidade das áreas analisadas, facilitando o diagnóstico e o tratamento.

IMG_1629Além do montante investido em equipamentos, outros R$ 21 mihões foram investidos em obras, adequação de infraestrutura, equipamentos de tecnologia da informação e mobiliário. A nova configuração do espaço, com recepção exclusiva, garantirá mais agilidade aos procedimentos.

Além do atendimento, as novas instalações também reforçarão a área de ensino e pesquisa da entidade. “Temos residentes de endoscopia, ou seja, estamos formando novos valores nessa área, não para o HSL, mas para todo o País. Temos hoje um corpo clínico altamente qualificado que tem condições de formar essas pessoas. No campo de pesquisa já desenvolvemos e registramos patentes de tecnologias que nasceram dentro do laboratório do Sírio-Libanês na área de endoscopia. Estamos formando residentes, mestres, doutores, e desenvolvendo pesquisas que justificam o registro de patentes”, completa o CEO.

 

Deixe uma resposta